Escadas mostram quantas calorias você gasta ao subir os degraus

Quando o escritório de arquitetura A2Office estava projetando as escadas da nova sede do KuantoKusta – o líder português dos comparadores de preço, tipo Buscapé –  dentro de um antigo depósito em Leça do Balio, eles decidiram dar aquele empurrãozinho para a consciência saudável no ambiente.

A ideia? Adicionar uma informação bem interessante nas escadas.  Ao invés do modelo padrão, os designers adesivaram os degraus com ícones que representam quantas calorias você gasta ao subir cada um dos lances. Um bom apelo para os preguiçosos, não acham?

Quero ver quem tem coragem de escolher o elevador ao invés das escadas

 

2
Photo by AL.MA FOTOGRAFIA

3
Photo by AL.MA FOTOGRAFIA

De degrau em degrau, dá até para aliviar a consciência depois de comer demais

 

4
Photo by AL.MA FOTOGRAFIA

5
Photo by AL.MA FOTOGRAFIA

6

Mais informações: A2Office (h/t: contemporist)

Via Design You Trust

Continue Reading

Resort no México constrói casinhas de bambu movidas a energia solar

Em um trecho exuberante de praia no México, ao norte de Acapulco (alguém aqui lembrou do Chaves?), existe um resort sustentável chamado Playa Viva. O resort recentemente inaugurou uma casa na árvore de dois andares, projetada pelo escritório Deture Culsign, que fica em Chicago. Feita de bambu, a construção cilíndrica movida a energia solar oferece uma vista fantástica do Oceano Pacífico. Completamente sustentável, com uma paisagem paradisíaca de brinde.

Com 65 metros quadrados, a construção foi feita para “intrigar visualmente e chamar a atenção para estratégias sustentáveis capazes de entregar uma experiência natural imersiva para os visitantes”, conforme o site da Deture Culsign afirma. A casa na árvore fica a quase dois metros do chão em meio a palmeiras, que funcionam como píers naturais. A construção possui um quarto com cama king, área de descanso, rede instalada no piso (sim, isso é muito legal!) e banheiro privativo. A execução da obra ficou por conta da empresa californiana ArtisTree.

Confiram as imagens:

2

3

4

Parece cenário de filme, não é?

 

5

6

7

8

Acordar com uma vista dessas!

 

9

10

Para mais informações: Playa Viva, Deture Culsign, ArtisTree (h/t: inhabitat)

Via Design You Trust

Continue Reading

Arquiteto transforma silo antigo em uma casa super aconchegante

Morar em um silo dos anos 50 provavelmente não é a ideia que vem à mente quando pensamos no conceito de lar, doce lar. Mas basta olhar para as fotos do interior desse silo repaginado e você vai começar a ter outra ideia.

O arquiteto Christoph Kaiser transformou a estrutura desmantelada em uma casa acessível e confortável construída para ele e sua esposa. Localizada no centro de Phoenix, Arizona, a residência de 340 metros quadrados emite uma pequena quantidade de carbono e também teve efeitos positivos de renovação urbana para a cidade. Confiram nas imagens:

Parece difícil de imaginar que alguém possa morar aí, não é?

 

1_1

1_2

Talvez essas imagens possam convencer vocês

 
2
 
3
 
6
 

Bem interessante, não?
 
10

 
11
 
Mais do que criar um espaço padrão e retilíneo, Kaiser se desafiou a criar um interior curvo cheio de madeira e aço, que se adaptasse à forma circular do silo. O arquiteto manteve os custos baixos ao usar o equivalente a 350 dólares de retalhos de piso de tábuas comprados no Craigslit para o interior da casa.

Além disso, também customizou a maior parte da mobília, com exceção de algumas cadeiras Eames. Uma escada em espiral leva para um quarto super aconchegante, banhado à luz natural por uma claraboia localizada no topo do silo. Bem legal, né?

12
 
13

 

Via Design You Trust

Continue Reading

A casa mais segura do mundo: um bunker à prova de zumbis

A Safe House, criada pelo polonês Robert Konieczny, da KWK Promes, foi projetada para ser a casa mais segura do mundo.  Com paredes de concreto móveis que vedam completamente a estrutura, a construção é praticamente intransponível – o que a transforma no melhor abrigo para um Apocalipse Zumbi. A casa possui 6100 metros quadrados, e é cercada de paredes de concreto que podem ser configuradas de acordo com o desejo do proprietário. Uma vez que a pessoa esteja segura lá dentro, apenas um código de segurança pode abrir as portas – sem falar que o ambiente possui uma zona de segurança interna (tipo um quarto do pânico).

Essa é uma visão da casa com algumas das janelas abertas, assim como o portão principal

 

2

A razão pela qual essa residência é uma façanha arquitetônica é o fato de que todas as laterais se movem: as paredes de concreto, paredes internas, persianas e o portão de entrada de alumínio. Sendo tão grande, alguém poderia se questionar como esses painéis pesados conseguem se mover. A resposta? Tudo por controle remoto.

A Safe House acabou de ser indicada para o World Architecture Festival Award, então dê uma olhada na fortaleza aí embaixo e tente descobrir um jeito de entrar nessa casinha:

Totalmente vedada, a casa parece uma caixa gigante

 

3

5

 

Aberta, a construção se transforma em uma residência totalmente comum

 

7
 
8

Se liguem na escadinha ali na lateral esquerda

 
11
 

Dá até para disfarçar projetando algo no telão

 
12

E a vista de dentro é sensacional!

 

15

 

Quero só ver os zumbis entrarem aí dentro!

 
17

Via Design You Trust

Continue Reading

Retiro em biblioteca isolada é o sonho dos amantes da literatura

Amantes dos livros: é hora de celebrar! Encontramos o lugar em que, FINALMENTE, todos vão te deixar ler em paz – sem interrupções. E não se trata apenas de uma biblioteca, ok?

Essa pequena cabana preta, construída pelo Studio Padron, é uma casa disponível para locação durante as férias no estado de Nova Iorque. O nome é bem apropriado: Hemmeling Rom, que em norueguês quer dizer “Sala Secreta”. Bônus: sim, ela é repleta de estantes de livros. Melhor impossível.

 

 

A estrutura inteira é feita de carvalhos que foram cortados para fazer espaço para a casa principal, depois secos ao longo do tempo em toras de lenha com formato retangular. Depois disso, as toras foram utilizadas para construir as paredes da cabana – e os espaços entre elas se transformaram em prateleiras para livros. Dá só uma olhada:

 

Ainda do lado de dentro, existe uma cama, uma poltrona, uma mesa e um fogão a lenha. Todos os itens necessários para o retiro de um rato de sebo. Lembrando que a cabana fica no meio da floresta, o que provavelmente quer dizer que o sinal do celular não funciona (teste para os viciadinhos).

Quem se importa, não é? Afinal de contas, sobra mais tempo para ler.

 

Via Mashable

Continue Reading

Tecido estrutural é utilizado para construir abrigos de emergência sustentáveis

Como resultado de guerras e dos desastres naturais, milhares de pessoas tem cruzado continentes na busca de abrigo e oportunidades. A crise na Síria é um exemplo que nos mostra essa dura realidade, em que refugiados saem de casa apenas com o que podem carregar, começando uma vida nova com pouco mais do que uma tenda para chamar de lar. O novo projeto da arquiteta, designer e artista Abeer Seikaly é um abrigo desenhado para auxiliar essas pessoas, sendo capaz de coletar água da chuva, armazenar energia solar e ser transportado facilmente.

O conceito ganhou o nome de Weaving a home (em tradução livre: tecendo uma casa), e faz uma releitura das tendas antigas ao contar com um tecido técnico e estrutural que se expande e contrai para facilitar a mobilidade, enquanto provê alguns confortos da vida contemporânea – calor, água corrente, eletricidade, etc. O design desmontável tem várias semalhanças com as casinhas dos mongóis – e as ocas indígenas aqui do Brasil,  e dá para ver nesse timelapse video como as estruturas de madeira e tecido são compostas para criar os abrigos móveis. As formas de treliça tridimensionais capturam energia solar por meio dos bolsões que são integrados à forma das construções.

Confiram as imagens para conhecer mais sobre o projeto:

img13img2img4img3

Detalhes de como o tecido funciona – lembrei daquelas luminárias japonesas!

img19img4img15

Mais do que um projeto legal, fico encantada com o uso do design para auxiliar pessoas a, com o perdão do trocadilho, tecerem vidas novas 🙂

Continue Reading