Fotógrafo congela movimentos de dançarina com leite em pó

O fotógrafo Jeffrey Vanhoutte é o responsável pela bela campanha do leite em pó (!) holandês Friesland Campina Kievit, em parceria com a agência Norvell Jefferson. O projeto é composto por um vídeo e uma série de imagens de uma dançarina acrobática fazendo movimentos incríveis. Isso por si só já seria suficiente para compor lindas fotos, mas os caras tiveram uma ideia muito legal: enquanto dança, a bailarina movimenta nuvens de leite em pó no ar, que ao serem fotografadas parecem congelar o momento no tempo. As formas criadas com o pó dão asas para a acrobata, tornando o resultado ainda mais delicado e gracioso.

leite em po-canhotices

leite em po-canhotices2

leite em po-canhotices3

leite em po-canhotices4

leite em po-canhotices5

Além das imagens, dá para conferir o vídeo do making of. O fotógrafo comentou que o mais difícil não foi capturar as imagens, mas sim limpar a sujeirada do estúdio depois!

Via Ignant.de

Continue Reading

Nike + Pedro Lourenço + Coreografia em um vídeo lindo

A Nike tem uma divisão especial de inovação, a NikeLab – que conta com poucas lojas ao redor do mundo, nas quais eles expõem produtos disruptivos, fruto de parceria com outros inovadores. O novo projeto envolve uma coleção desenhada pelo Pedro Lourenço, que ganhou um vídeo maravilhoso coreografado na cadeia de montanhas do Atlas. Olha o cambret da criatura aí debaixo só pra ter uma ideia:

A coleção do Pedro foi inspirada na arte contemporânea, para apresentar de forma limpa e simples a mistura entre o gráfico e o orgânico. Uma das referências dele foram os elementos do trabalho do Oscar Niemeyer, e só por aí já dá para imaginar a qualidade do trabalho.

O vídeo tem direção de Somesuch’s Abteen Bagheri e, à primeira vista, é basicamente uma bailarina dançando ao som eletrônico de “As If”, da Jessy Lanza. A bailarina é Hajiba Fahmy’s, que trabalhou com o coreógrafo Aaron Sillis para incorporar movimentos que transmitissem uma áurea etérea e supernatural ao clipe. Apesar disso, o pessoal da Nike fez questão de incluir alguns exercícios básicos na coreô, como agachamento, empurrão/puxão e rotação (na verdade todos esses movimentos estão presentes na dança, só que a maioria dos esportistas não faz a menor ideia do que é um plié.)

A moral era fundir os dois universos: evitar que fosse um mero clipe de exercício, mas ao mesmo tempo não cair completamente na estética de dança contemporânea abstrata. O diretor comentou que o objetivo da coreografia era ampliar o sentimento de liberdade traduzido pela coleção, o que para mim ficou perfeito. Já ouvi alguém dizer que dançar é a coisa mais próxima que se pode fazer de voar. Concordo plenamente, e esse clipe só reforça isso:

Para os curiosos, também vai o making of:

Via Archive

Continue Reading