Instalação de borboletas ilumina Amsterdam

Nos últimos três anos, um festival tem levado luz para as ruas de Amsterdam no auge do inverno, trazendo vida novamente para a cidade. O Amsterdam Light Festival conta com esculturas, projeções e instalações de artistas contemporâneos, todas de alguma forma relacionadas à luz.

Nesse ano, uma das atrações ficou por conta do estúdio de design italiano Aether & Hemera, que criou uma instalação com centenas de borboletas que mudam de cor ao longo do dia.

Instalacao-de-borboletas-ilumina-Amsterdam-640x426

Instalacao-de-borboletas-ilumina-Amsterdam-3-640x365

Como se já não fosse lindo o suficiente, elas também interagem com o público: quem estiver passando por ali e tiver um smartphone, pode mudar as cores, os efeitos e os padrões das “brabuletas”.

Instalacao-de-borboletas-ilumina-amsterdam_5-640x426

Instalacao-de-borboletas-ilumina-amsterdam_6-640x190

Graças ao festival e à arte, a população de Amsterdam ganha um belo presente durante a estação mais escura do ano. A luz é capaz de mudar completamente o espaço público, surpreendendo e alegrando o dia a dia das pessoas. Muito legal ver como a valorização do ambiente pode dar outra cara para a cidade, e afetar até mesmo a maneira como os holandeses encaram um período tradicionalmente “sem-graça” do ano.

Via Fubiz

Continue Reading

Starry Light – Luminárias que formam constelações

Starry Light é uma coleção de luminárias que reproduzem o formato das constelações. Criada pelos designers Miklos Batisz e Anna Farkas, o trabalho é resultado de um ano de estudo – embora à primeira vista pareça relativamente simples. As luminárias tem vários buraquinhos que imitam o mapa das constelações, então ao acender a lâmpada, as estrelas são projetadas na parede. O visual é lindo e o ambiente fica muito aconchegante, como dá para ver bem nas fotos.

Starry-Light-constellation-lamp-collection-www.homeworlddesign.-com-6

Starry-Light-constellation-lamp-collection-www.homeworlddesign.-com-5-767x1024

Um ponto que eu adorei é que por dentro do bojo os pontos são ligados, formando o traço da constelação. Perfeito para os curiosos como eu ficarem catando as estrelas!

feature-02

As luminárias estão disponíveis no site Starrylightlamps.com em quatro cores e, como o trabalho é todo manual, dá para escolher a constelação e até mesmo customizar, colocando as coordenadas da cidade em que você se encontra. O vídeo mostra bem a proposta. Já fiquei imaginando como ficaria lindo no meu quarto!

Via HomeWorldDesign

Continue Reading

Lápis de Cor para Adultos

Psicologia das cores é um tema que a gente estuda em comunicação, design, e me arrisco a dizer até em pedagogia. Utilizamos na hora de compor a estética de um ambiente, o layout de um cartaz, e também os livrinhos que as crianças vão ler e com base nos quais darão os primeiros passos rumo à alfabetização. O fato é que as cores não só refletem, mas também podem influenciar as nossas emoções.

The School of Life, um grupo de design que oferece cursos em áreas relacionadas à cultura e desenvolvimento emocional, colocou essa questão em pauta com o projeto Psychology of Thought. Trata-se de uma caixa com 12 lápis de cor (jardim de infância feelings!), cada um com uma palavra específica relacionada à respectiva emoção invocada.

Junto com os lápis, vem um livrinho com as definições:

  • Amarelo = Esperança (sério? Achei que era verde)
  • Laranja = Vigor
  • Vermelho Claro = Aventura
  • Vermelho Escuro = Poder
  • Violeta = Ambiguidade
  • Azul Celeste = Claridade
  • Azul = Disciplina
  • Verde Claro = Sanidade
  • Verde Escuro = Realismo
  • Marrom = Suavidade
  • Marrom Escuro = Dignidade
  • Preto = Autoridade

O guia explica a relação entre cada cor e seu conceito com algumas curiosidades específicas. Por exemplo. No Vermelho Escuro/Poder, temos “Quando Napoleão foi coroado Imperador da França em 1804, ele vestia um manto de veludo carmesim. Essa é a cor dos tronos, dos cardeais, da pompa e do poder – muito utilizada em cerimônias e banquetes.

Psychology-of-Color-Pencil-Set-700x462

O tipo de presente que enche os olhos de qualquer designer, né?

Via PSFK

Continue Reading

Homem encontra mulher: a guerra dos sexos em versão minimalista

A designer chinesa Yang Liu – que já havia feito trabalhos explorando a estética minimalista em infográficos de bonequinhos de palito (ou pictogramas, se querem soar acadêmicos)  – lançou o livro Man Meets Woman, ou Homem encontra Mulher, em tradução livre. De forma simples, o livro compara as diferenças entre homens e mulheres explorando os pictogramas e o design gráfico. Digamos que é uma versão ilustrada de Homens são de Marte, e as Mulheres são de Vênus. Bem divertido.

As comparações são extremamente engraçadas porque são verdadeiras, um pouquinho ofensivas também por serem verdadeiras, mas acima de tudo trágicas porque,  como todo esterótipo, são generalistas e sufocantes – e ainda assim fazem parte do imaginário coletivo. Basta ver que, salvo poucas alterações, tudo o que está escrito nesse livrinho poderia constar em uma tirinha de jornal dos anos 70. Tenso.

manmeetswoman_yangliu8manmeetswoman_yangliu7

manmeetswoman_yangliu2

manmeetswoman_yangliu0

O livro só podia ser da Taschen e, embora não esteja disponível no Brasil, custa apenas 11 dólares na Amazon (lembrando que livros não são taxados pela Receita Federal). Dá uma olhadinha lá no site.

Esse post veio do Brain Pickings.

Continue Reading

Uma rede para chamar de minha

O projeto Mi Casa, Your Casa é tudo que eu gostaria de ter hoje! Assinado pelo Estúdio de Design Industrial Esrawe, ele segue uma proposta de integrar o ser humano com o ambiente em que ele vive. As peças são simples, e só fazem sentido quando uma pessoa é inserida no contexto.

As instalações foram feitas para o Woodruff Arts Center, em Atlanta, mas poderiam muito bem ser a área de lazer do Google ou de qualquer outra indústria no Brasil. São 40 construções metálicas vermelhas, em formato de casa, colocadas como uma grande tela 3D no meio da praça do centro artístico. Cada uma delas vem com uma rede removível, na qual a pessoa pode simplesmente se atirar, dormir um pouquinho ou curtir a paisagem enquanto relaxa.

Esrawe-Mi-Casa-Your-Casa-Mexico-Art-Installation-Interactive-1

Imagina só, que delícia aproveitar isso? É praticamente um playground de gente grande. Uma solução tão simples para uma necessidade tão básica do ser humano: interagir com o meio em que vive. Gosto disso, e acho que faz uma falta tremenda na rotina. A escolha de uma cor quente foi ótima para trazer a sensação de aconchego que temos em casa.

Esrawe-Mi-Casa-Your-Casa-Mexico-Art-Installation-Interactive-2

Em um tempo em que vivemos encaixotados dentro dos apErtamentos da arquitetura moderna, é um alívio ver ideias que nos convidam a ir para a rua 🙂

Continue Reading