Elizabeth Gilbert e a curiosidade dos criativos

Sou completamente encantada por conversas profundas – sobre filosofia, criatividade, e a origem de todas as coisas. Projetos do tipo School of Life ganham o meu coração. E foi mais ou menos assim que acabei esbarrando no podcast aí embaixo da Elizabeth Gilbert – sendo que nem cheguei até o fim do único livro dela que eu tentei ler, o famoso Comer, Razar, Amar.

Independente da obra dela (e o objetivo desse post não é fazer recomendações literárias), sei que a Liz também é fascinada pelo processo criativo e já deu inúmeras palestras e escreveu textos falando sobre o assunto. É o caso desse bate-papo de 50 minutos, no qual ela conversa com o pessoal do On Being sobre o que significa escolher a criatividade sobre o medo. Tá em inglês – não tem como traduzir ou legendar – mas recomendo muito separar uns minutinhos para ouvir.

Alguns pontos muito interessantes:

 

  • A conversa toda flui na derrubada do mito de que devemos seguir as nossas paixões. Paixão é uma palavra muito mística – e uma boa parcela da geração Y anda bem frustrada por seguir esse caminho. A Liz Gilbert prefere falar em curiosidade: vencer o medo sendo curioso é o caminho para estar em paz consigo mesmo e ser criativo
  • 90% das atividades criativas são completamente chatas. Então, meu amigo, se você se sente  completamente drenado enquanto escreve, saiba que não está sozinho
  • Criatividade não é um privilégio, mas sim uma herança compartilhada pela humanidade
  • Pessoas assustadas tomam decisões assustadoras. O medo é contagioso, mas a coragem também é 🙂
  • Tem uma citação maravilhosa sobre o ódio de si mesmo: “eu acredito que tudo que nós queremos está do outro lado desse rio de ódio a nós mesmos que se tornou tão comum em nossa cultura”.
  • E, por fim, a melhor passagem: O trabalho quer ser feito, e ele quer ser feito através de nós. Não existe bloqueio capaz de deter isso.

Para seguir nessa trilha, recomendo um TED Talk super profundo da autora falando sobre o mito do “gênio criativo”, e como devemos lidar com a inspiração na vida real. Esse tem legenda:

Via SwissMiss

Continue Reading