Livros novos para Abril

Que tal começar o mês de Abril com novas leituras? Eu confesso para vocês que estou um pouco atrasada nas minhas – lancei uma meta ousada de três livros por mês, e em Março simplesmente não rolou nenhum. Acontece, né?

A boa notícia é que no final do mês atualizei a lista e consegui exatos três livros que pretendo ler em Abril (ou assim espero).  Troquei dois livros com uma amiga e consegui as sequências da Série Napolitana, que eu mencionei para vocês no início de Março, quando falei sobre o World Book Day. Para quem não se lembra, o post está aqui.

1. Série Napolitana, Volumes Dois e Três – Elena Ferrante

 
História do Novo Sobrenome e História de Quem foge e de Quem Fica seguem contando a saga das amigas Elena e Lila, exatamente do ponto onde o livro 1 (A Amiga Genial) terminou. Não quero correr o risco de dar spoilers – até porque eu mal comecei a ler o livro 2, mas posso dizer que se o primeiro volume cobria a infância e adolescência das meninas, o próximo segue fazendo a transição para a idade adulta. Uma das meninas terminou o primeiro livro vivendo o que parecia um conto de fadas, e a continuação já começa nos mostrando que a história pode não ser bem assim.

 

2. O Amor nos Tempos do Cólera – Gabriel García Márquez

 
Segunda confissão do post: esse livro é um clássico que eu nunca li. Estava na minha lista faz muito tempo, mas as edições são sempre caríssimas e meu orçamento me fazia optar por títulos mais baratos (outro que está na mesma categoria é Lolita, do Nabokov). Acontece que eu ganhei um vale da Livraria Cultura de aniversário e, com ele, consegui não só comprar o livro-desejo como escolher a edição luxo lindona da Editora Record, que vocês conferem aí embaixo.

Evidente que farei uma resenha para cada um desses livros então, principalmente no que diz respeito ao terceiro livro, vou evitar dar muitas descrições – até porque O Amor nos Tempos do Cólera já foi adaptado para o cinema, o que torna a história mais conhecida. Eu não vi o filme, então estou passando pelas páginas apenas sabendo que se trata de uma história de amor que perdura por 50 anos. O cenário? A América Latina e o realismo fantástico típico de outros livros do autor, como Cem Anos de Solidão.

Vocês podem me desejar sorte e boa leitura – se tudo der certo, no fim do mês eu trago as resenhas por aqui!

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *