Peças de arte ativadas pela água ganham vida na estação chuvosa da Coreia

A PANTONE, em colaboração com designers e diretores de arte da School of the Art Institute of Chicago transformou completamente as ruas de Seul, na Coreia do Sul, durante a melancólica estação das monções. Para quem não lembra mais das aulas de geografia, as monções são um fenômeno da região asiática, em que as diferenças de temperatura e pressão das massas de ar sobre o continente e o mar afetam o clima dos países. O resultado? No verão, ocorrem chuvas torrenciais que podem durar vários dias, e no inverno o período de estiagem é tão duro que chega a matar. (Fecha parênteses)

A iniciativa, chamada de Project Monsoon, começou com um time de criativos pintando as estradas de Seul com tinta hidrocrômica – feita com um tipo de pigmento que muda de transparente para opaco quando é molhado – para formar murais coloridos inspirados na cultura local. Como é de se imaginar, os costumes do leste asiático são muito centrados no rio e na influência do seu fluxo na vida da população, exatamente o que os designers desejavam captar com o trabalho. As peças de arte exuberantes são reveladas de forma inesperada, conforme a chuva cai e as gotas d’água entram em contato com o solo.

Em meio a uma tempestade sombria e difícil na vida de todos, os pedestres ganham um motivo para sorrir quando um mundo subaquático, cheio de peixes e tartarugas, aparece diante de seus olhos. Uma vez que é possível chover até três semanas seguidas durante as monções, os moradores de Seul vão ter boas razões para se divertir e se encantar enquanto estiverem na companhia de seus guarda-chuvas.

 

Monsson7

peças-de-arte-canhotices Monsoon3

Monsoon6

Monsoon5

Via My Modern Met

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *