Designer japonês cria lápis em formato de flor de cerejeira

Preparem os corações, porque as fanáticas por lápis e acessórios de papelaria vão se emocionar!

O designer japonês Hiroaki Doi criou para o concurso de design Sun-Star, no ano de 2015, uma peça única – um lápis em formato de flor de cerejeira. Ao que parece, criar um lápis em qualquer estilo fora do convencional é bem difícil. Nesse caso, o designer não só conseguiu moldar a forma, mas também afetar o uso do apontador. A melhor parte – especialmente se você for daqueles que tem pena de usar e gastar o presente – é que quando a gente aponta esse lápis, as cascas saem em formato de pétalas. Muito fofo, não é?

O preço não é lá dos mais caros: dá para comprar direto no Sun-Star website por quatro dólares. O problema é que o site está todo em japonês. Alguém se arrisca na tradução?

Confiram algumas imagens aí embaixo:

Um monte de florzinhas empilhadas

 

 

Continue Reading

Fotos deslumbrantes imitam quadros de Monet na vida real

Hidenobu Suzuki é um fotógrafo japonês com um talento especial para encontrar e registrar a magia dentro da natureza. De acordo com Suzuki, a fotografia é a maneira perfeita de capturar sentimentos e emoções em uma imagem visual. “A arte lida com as emoções, cura as pessoas e leva a sociedade à harmonia”, afirma o fotógrafo. Ele tomou como desafio pessoal capturar as emoções e sentimentos com a sua própria câmera.

Na série aí embaixo, Suzuki fotografou um lago que parece exatamente com uma pintura de Monet. Localizado no meio das montanhas da Província de Gifu, no Japão, o riacho parece que saiu direto de um conto de fadas – uma profusão de cores e um detalhado jogo de luz e sombra. Confiram as imagens:

Segundo Suzuki, o lugar é mesmo mágico. “Água azul brilhante, peixes coloridos e plantas. Enquanto registrava as fotos, eu pensava nos quadros de Monet, porque as similaridades são inegáveis. Espero que as pessoas apreciem os milagres da bela natureza do Japão”. Não dá para negar que, quando se trata de belas paisagens, o Japão é um prato cheio para qualquer fotógrafo – até mesmo os amadores do celular.

Para quem quer encontrar mais fotos como essa, recomendo dar uma olhada no Instagram do fotógrafo.

Incrível, né?

Via So Bad So Good

Continue Reading

Hikaru Dorodango, a arte japonesa que transforma sujeira em esferas decorativas

O artista Bruce Gardner é especialista em uma forma de arte japonesa chamada hikaru dorodango (algo como bolinho brilhante) no qual a sujeira do canto de casa é transformada artesanalmente em esferas brilhantes. Os objetos levam váárias horas para ficar prontos, porque as partículas minúsculas de sujeira vão sendo aplicadas uma por cima da outra, criando camadas. Dependendo do efeito desejado, um pano pode ser usado para criar uma cobertura de verniz – o que constitui o toque final para o acabamento brilhante parecido como uma bola de bilhar.

Apesar da aparência firme, a dorodango final permanece super frágil, e precisa ser manuseada com muito cuidado. Ao que parece, o propósito desse trabalho reside muito mais no foco e na meditação que fazem parte do processo do que a longevidade do resultado final.

Além do vídeo, separei algumas imagens do processo. Realmente, os orientais têm muito a nos ensinar quando o assunto é paciência. (e não só nisso, né?)

dirt-1

dirt-2

dirt-3

 

Via Colossal

Continue Reading

Marido apaixonado passa 2 anos plantando jardim de flores perfumadas para sua esposa cega

O Senhor e a Senhora Kuroki viviam uma vida feliz na zona rural do Japão, com sua fazendinha e duas crianças. A história seria um perfeito conto de fadas, se a diabetes não tivesse atacado a Senhora Kuroki, fazendo-a perder a visão. Em função disso, ela ficou deprimida e passou a se esconder do mundo, raramente saindo de casa.

O Senhor Kuroki resolveu, então, ajudar a esposa com uma ideia super romântica (preparem seus coraçõezinhos): ele plantou um jardim imenso, para que ela pudesse ter contato com as flores por meio do olfato, contanto que saísse para a rua. E, quando eu digo imenso, não é exagero – vocês podem conferir nas fotos aí embaixo.

O casal se mudou para a fazenda logo após o casamento, em 1956

 

husband-plants-flowers-blind-wife-kuroki-shintomi-17

 

husband-plants-flowers-blind-wife-kuroki-shintomi-29

Hoje, o jardim dos Kuroki atrai em média 7 mil turistas por ano

 

husband-plants-flowers-blind-wife-kuroki-shintomi-7

 

jardim-flores-canhotices2

jardim-flores-canhotices1

Dois anos de trabalho duro e mil flores depois, a fazendinha agora atrai pessoas do mundo todo que querem conferir de perto essa história de amor da vida real. O jardim fica na cidade de Shintomi, na prefeitura de Miyazaki. Como isso não me diz muita coisa, fui pesquisar e descobri que é um vilarejo litorâneo, com aproximadamente 20 mil habitantes.

Para os curiosos: as flores são chamadas Shibazakura, e são típicas do Japão, crescendo em forma de tapete e com pétalas bem parecidas com as da flor de cerejeira (sakura).

Via Bored Panda

Continue Reading

Loja de arte japonesa preenche suas paredes com todos os pigmentos possíveis

Com um design moderno, brilhante e milhares de matizes de cores alinhados nas paredes, o novo “laboratório de suprimentos artísticos” conhecido como Pigment é o sonho dos amantes da arte realizado. Propriedade da empresa japonesa Warehouse Terrada e construído com o projeto arquitetônico da Kengo Kuma, essa loja está chamando a atenção.

Localizada em Tóquio (tinha que ser), ela é um hub para artistas comprarem suprimentos e colaborarem entre si, assim como  é um ponto de encontro para os fabricantes de materiais oferecerem produtos de alta qualidade que tem passado de geração em geração para seus clientes.

 

pigmentstore4

pigmentstore5

pigmentstore6

 

 

A Pigment é uma loja totalmente conceitual, que se esforça de verdade para ir além do esperado. Ali são estocadas 4.200 cores, além de uma oferta variada de workshops artísticos e de uma galeria de arte in-house que projeta jovens artistas. O laboratório cria uma experiência rica tanto para amadores como para profissionais. Funcionários que são verdadeiros especialistas nas ferramentas de pintura estão disponíveis para passar o seu conhecimento e conselhos com relação às características e instruções de uso dos produtos – seguindo a linha das livrarias que contratam experts em literatura para ajudar os clientes.

O edifício foi construído utilizando superfícies curvas orgânicas que lembram cortinas de bambu, com um conceito de espaço aberto que “enriquece a sua imaginação só pela visita”. Com um ambiente acolhedor, e uma enorme variedade em estoque para abastecer quaisquer atividades criativas, a Pigment é uma loja de arte que pretende ser muito mais do que apenas isso.

 

loja-de-arte-canhotices4

loja-de-arte-canhotices3

loja-de-arte-canhotices2

loja-de-arte-canhotices

 

Via My Modern Metropolis

Continue Reading

Hotel Biblioteca em Tóquio é o paraíso para os amantes dos livros

Um esconderijo para bibliófilos (um jeito bonito de dizer rato de sebo) acaba de ser inaugurado em Tóquio: uma biblioteca que não expulsa os leitores no fim do expediente. Pelo contrário, o espaço encoraja o público a passar a noite ali, porque na realidade se trata de um hotel.

No dia 05 de novembro, a Book and Bed Tokyo – um hotel com temática de livros  – foi aberto, permitindo que os hóspedes durmam em verdadeiros compartimentos japoneses, construídos dentro de prateleiras que acomodam mais de 1700 livros. O hotel pode receber 12 hóspedes entre as estantes, em espaços que variam de 32 a 50 dólares, dependendo do tamanho. Fora da área comum de leitura, acomodados em sofás super confortáveis, há espaço para mais 18 hóspedes. Olha só:

hotel-biblioteca-canhotices3

book-and-bed-tokyo-canhotices2

hotel-biblioteca-canhotices4

A auto intitulada livraria-alojamento pode até não ter todas as acomodações luxuosas de um hotel cinco estrelas (os compartimentos medem pouco mais de 2,1m², com uma  cama em cada um), mas a Book and Bed Tokyo deixa claro que a experiência é muito mais  sobre cochilar ao lado de um bom livro do que dormir em lençóis de seda. O hotel biblioteca tem planos de expansão para uma coleção de 3 mil livros, que devem incluir muitos guias do Japão em inglês.  Os livros estão 100% disponíveis para leitura dos hóspedes, mas nenhum deles está à venda. Tem até opção para os fãs da tela iluminada: o hotel é e-book friendly e oferece free Wi-Fi.

Fica a dica para me darem de presente no Natal, amigues! Apenas amando 😀

Via CNTraveler

Continue Reading